Onde todos são alguém, ninguém é alguém.


Transportando o meu pensamento para a actualidade portuguesa, e a propósito do fim do mandato do actual Presidente da República, poderemos deduzir o corolário que se segue:

Onde todos são alguém, ninguém é alguém.

Onde todos são condecorados, ninguém é condecorado

 

 

 

do Zé Ribeiro, um amigo

Anúncios
Explore posts in the same categories: ... da Política & sociedade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: