Praia deserta

Gosto de andar na areia da praia deserta
Sobre as conchas e mais vida encoberta
Gosto quando as dunas se viram e sorriem para mim

Pensar que o céu e a terra se cruzam
Num azul sem fim
Gosto de pensar que tudo aquilo é só para mim

Sinto a areia que canta e encanta
E encanta um mundo ideal
Barcos de fibra e lata
Num por do sol semelhante á aurora boreal

Na água espelhada descubro vidas e vidas
Peixinhos, crustáceos, algas, enfim…
Um mundo ideal feito só para mim
E sinto então que a vida me abraça
E, o tempo, esse não passa
Sem me beijar, abraçar e presentear
Com rendas, fitas e banhos de luar
E dunas que se viram e sorriem para mim
Um sopro de vento acaricia-me o cabelo

Vejo, depois, que nasci para amar
Não só amor a dois, mas a tudo o que vislumbrar


Anúncios
Explore posts in the same categories: ... da Poesia

5 comentários em “Praia deserta”

  1. Helena Says:

    Poesia que me deixa nostalgica e com saudades..
    um beijo


  2. Olá, Zé,

    Interessante é que senti como se este poema estivesse saindo do meu coração, porque é isto mesmo que sinto todos os dias, pela manhã cedinho quando caminho pela praia, após a meditação. Muito belo!

    Beijos

    May

  3. ligia Says:

    A natureza presenteando com a grandeza e magia do mar,a brancura e suavidadade da areia,vidas e encantos.O nosso contemplar,o vivenciar ,nos leva a imensidaõ do amor
    Ligia


  4. Amigo e companheiro pára-quedista José Marques,

    É muito bom quando temos este dom de expressar as emoções e os sentimentos mais sublimes através da POESIA.
    Como sabes, sou um adepto da expressão plena de tudo quanto a liberdade nos faculta para uma vivência activa e profícua em prol dos valores da sociedade.

    Continua na difusão de outras vivências dos tempos da vida militar, para que a história não esqueça que ainda há homens capazes de corrigir as maldades que os cobardes e parasitas fizeram aos combatentes.

    Saudações do Joaquim Coelho- site: http://espacoetereo.no.sapo.pt


  5. Amigo e companheiro pára-quedista José Marques,
    É muito bom quando expressamos as mais sublimes emoções através da poesia. Sou um adepto da expressão pública de todas as nossas preocupações, ainda mais quando vemos uma cambade de cobardes e parasitas a maltratar aqueles que sempre souberam defender, com fervor patriótico, os verdadeiros valores da sociedade.
    Continua nessa senda e bom trabalho.
    Saudações do Joaquim Coelho – site: http://espacoetereo.no.sapo.pt


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: