Ontem estávamos em campanha

Um deputado está andando tranquilamente quando é atropelado e morre.

A alma dele chega ao Paraíso e dá com o São Pedro na entrada.

-“Bem-vindo ao Paraíso!”; diz São Pedro

-“Antes que você entre, há um probleminha.

Raramente vemos parlamentares por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.

-“Não vejo problema, é só me deixar entrar”, diz o antigo deputado.

-“Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte:

Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.

-“Não precisa, já resolvi. Quero ficar no Paraíso diz o deputado.

-“Desculpe, mas temos as nossas regras. ”

Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe.

Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado.

Todos muito felizes em traje social.

Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos às custas do povo.

Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.

Quem também está presente é o diabo, uma pessoa muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas.

Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora.

Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe.

Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele.

Agora é a vez de visitar o Paraíso.

Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando.

Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.

-” E aí? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso.

Agora escolha a sua casa eterna.” Ele pensa um minuto e responde:

-“Olha, eu nunca pensei… O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.”

Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo.

Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos.

O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do deputado.

-” Não estou entendendo”, – gagueja o deputado – “Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!”


O diabo olha para ele, sorri ironicamente e diz:


-“Ontem estávamos em campanha.

Agora, já conseguimos o seu voto…”

Anúncios
Explore posts in the same categories: ... da minha caixa de correio

5 comentários em “Ontem estávamos em campanha”

  1. Miriam ferreira Says:

    eheheh!
    mandei para os 3 presidentes de câmara aqui do meu poiso e para 5 presidentes de junta de freguesia.
    tem sido só rir!
    continue, José Marques.
    beijinho
    olha, já sei!
    também vou mandar para os do Alentejo!

  2. Irene Lopes Says:

    Bem o que eu já me ri eheheheheheh
    Muito boa e oportuna. Por este pais fora só se faz alguma coisa quando
    se está em campanha eleitoral. Depois…dá o alzheimer a todos.

  3. Conde Says:

    Lol……
    Um Abraço.


  4. Não existe pecado do lado de baixo do Equador e a história da maçã é pura fantasia, maçã igual aquela o papai também comia. Eu li no almanaque que um dia de manhã Adão tava com fome e comeu a tal maçã, comeu com casca e tudo e depois botou a culpa na pobre da serpente que tal como o gato dorme sobre o saco.
    E não há coisa dita que não tenha sido dita antes: variam tempo espaço forma. E viva Lavoisier.
    Conheci Sidonio em São Paulo/1965, onde eramos editores, ele na Giroflé e eu na Concórdia, apresentado pela arte educadora Fany Abramovich que cuidava da parte pedagógica.
    Entardeciamos no Paribar na Avenida São Luiz.
    Nos perdemos de vista… mas as coisas findas, antes que findas, lindas, estas ficarão.
    O morto se vai. E os vivos do morto ?
    -Vão mantê-lo vivo enquanto vivos.
    José de Oliveira Luiz, Zéluiz, Zé dos Rios, 74, poeta, ator, escritor de CUCA FRESCA & MEMÓRIA DE GARI( disponível em PDF na Internet)


  5. Ler Sidonio Muralha é bom para o coração.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: